Educação Especial

 O princípio fundament al da escola inclusiva é o de que todas as crianças devem aprender juntas , indepe  ndentemente de quaisquer dificuldades ou diferenças que possam ter. As escolas inclusivas devem reconhecer e responder às diversas necessidades de seus alunos, assegurando uma educação de qualidade a todos, através de um currículo apropriado e de modificações organizacionais.

No caso das crianças com necessidades educativas especiais, e para que a escola seja verdadeiramente inclusiva, torna-se necessária a activação de apoios extra, proporcionados no âmbito da educação especial.

A educação especial diz respeito à mobilização de apoios especializados para responder a necessidades com características muito específicas e pode implicar a adaptação de estratégias, recursos, conteúdos, procedimentos e instrumentos.

Trata-se de um apoio especializado, diferenciado, que deve ser encarado como uma medida de pedagogia aditiva no currículo dos alunos com necessidades educativas especiais.


A educação especial tem por objectivos:

  • A inclusão educativa e social
  • A autonomia e a estabilidade emocional;
  • A promoção da igualdade de oportunidades;
  • A preparação para o prosseguimento de estudos ou para uma adequada preparação para a vida profissional e para uma transição da escola para o emprego de crianças e jovens com necessidades educativas especiais de carácter permanente.

 

Consulte aqui o Decreto-Lei nº 3/2008.


Outros documentos e links importantes:

Resumo do Decreto-Lei nº 3/2008

Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger - clique  aqui

Educação Especial (Manual de Apoio à prática) - clique aqui

Additional information